BICHOS ESTRANHOS

Diabo Espinhoso

O continente australiano possui uma fauna tão extraordinariamente diversificada, que muitas espécies não se parecem com nenhuma outra do planeta. Isso é explicado não só pelo isolamento da Austrália, o que tem favorecido a evolução desses animais diferentes, mas também pelo fato de que embora boa parte do país seja desértica ou semi-árida, existem diversas regiões onde o clima é mais ameno. Entre as espécies consideradas esquisitas, ou extravagantes, inclui-se o diabo espinhoso, lagarto de 20 centímetros de comprimento, que não precisa adotar uma postura ameaçadora quando é atacado porque seus espinhos fortes e afiados são suficientes para afastar os predadores.O diabo espinhoso é um réptil pequeno, e constitui a única espécie do seu gênero (Moloch). Sua coloração é controlada por ele próprio (mimetismo), tal como acontece com o camaleão, variando entre o amarelo e o castanho-escuro conforme o tipo de solo em que cada indivíduo se encontra, o que lhe serve como camuflagem perfeita quando precisa se esconder de qualquer coisa aparentemente perigosa ou ameaçadora. A alimentação desse réptil é constituída unicamente por formigas, especialmente as de uma família cujos exemplares são grandes e cintados, como a saúva brasileira, que captura com sua língua pegajosa, uma de cada vez, à razão de 45 por minuto, podendo comer entre 600 e 3.000 delas somente numa refeição, e mais de 10.000 em um único dia.Para satisfazer sua necessidade de água o diabo espinhoso condensa nas escamas que tem na pele a umidade do ar noturno, canalizando o líquido assim obtido até a boca através de sulcos existentes em meio aos espinhos que lhe cobrem o corpo, fazendo a mesma coisa em dias de chuva, ou quando encontra uma poça. Esses espinhos cônicos só não estão presentes na barriga, sendo ali substituídos por protuberâncias.Embora seu corpo seja coberto de espinhos, a lentidão com que caminha o torna uma presa fácil de predadores como a abetarda, ave que efetua diversas e repetidas descidas rápidas sobre ele, para deixá-lo atordoado e assim poder matá-lo com mais facilidade, e o varano, lagarto de grande dimensão, carnívoro, extremamente agressivo e capaz de se deslocar com rapidez. No entanto o diabo espinhoso tem algumas técnicas de defesa, como a de enfiar a cabeça entre as patas dianteiras e mostrar a falsa cabeça que possui atrás da verdadeira, o que pode enganar os predadores. Mas se estes tentarem rolá-lo para expor sua barriga, que é parte mais desprotegida do seu corpo, o diabo contra-ataca fazendo pressão com os espinhos e com a cauda. Como outra arma defensiva ele também pode inchar o corpo para dar a impressão de que é maior, o que às vezes serve para assustar e intimidar os atacantes desprevenidos.Os diabos espinhosos preferem os terrenos de vegetação rasteira encontrados nos desertos da Austrália ocidental e central, onde eles se acasalam entre os meses de setembro e janeiro. A postura também ocorre nesse mesmo período, cerca de 3 a 10 ovos por cada fêmea, e a eclosão ocorre 3 a 4 meses depois..A maturidade dos filhotes é alcançada aos 3 anos de idade, e se acredita que o seu tempo de vida possa estender-se por duas décadas.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: